Dia da tipografia no Brasil Post FuturaIM Gráfica Online

Tipografia: uma linha do tempo até 2018

Já sabemos que a tipografia é uma das áreas mais importantes do Design Gráfico, certo? Mas você sabe como ela surgiu? Nós te contamos!

Os primeiros a criarem um sistema tipográfico foram os chineses, em 1040 d.C (antes mesmo de Gutemberg). Eles produziam os seus tipos com argila cozida, madeira,  bronze e depois colocavam em uma tábua, chamada de “tábua viva”. Mas, o responsável pela invenção da tipografia, feita a partir da prensa com metais, foi o grande Johann Gutemberg, em 1450 d.C. Depois dessa criação, os textos passaram a ser  produzidos em série.

O nome do primeiro livro impresso por Gutemberg foi a “Bíblia em 42 linhas”, composto por 642 páginas e tiragem de, aproximadamente, 200 cópias. Essa produção comprovou a eficiência da tipografia e a fonte que se destacou na época foi a Black Letter.

Com o decorrer do tempo, percebeu-se que a Black Letter, atrapalhava as leituras, devido à forma grosseira das palavras, e, logo em seguida, criou-se a Roman Type, que era muito mais “limpa”, com um formato que estamos mais habituados a usar em artigos e textos longos atualmente. Essa fonte foi criada pelo Francês Nicholas Jenson.

A próxima tipografia a ser inventada foi o Itálico, pelo italiano Aldus Manutius. E assim, aos poucos, foram-se criando diferentes fontes pelo mundo.

No Brasil, a tipografia chegou juntamente com os colonizadores e toda a influência europeia que eles trouxeram, em 1808. No dia 05 de Janeiro desse mesmo ano, foi quando, de fato, foi instalada a primeira tipografia no Brasil, chamada de “A Gazeta do Rio de Janeiro”. E assim, ela foi evoluindo para os diferentes formatos que conhecemos hoje.

Agora que você já está contextualizado sobre a história da tipografia no Brasil e no mundo, podemos falar sobre os tipos de fontes que bombaram em 2018. Fizemos um TOP 3:

 

1 – Letterings:

 

2 – Com o bold maior:

 

3 – Retrôs

 

Observando a história da tipografia no mundo e comparando com o contexto em que vivemos atualmente, podemos tirar algumas conclusões: às notícias e novidades chegam até nós em uma velocidade extremamente rápida. Essa rapidez influencia  constantemente, e isso nos traz alguns desafios.

Assim como antigamente, a tipografia e o Design Gráfico não param de evoluir, e para você se destacar dentre os demais no mercado, não pode apenas fazer mais do mesmo e precisa acompanhar as novidades que chegam.

Então, aproveite que estamos só começando o ano e invista no novo também!

Comenta também aqui embaixo quais são as tipografias que você acredita que serão tendências para 2019.

 

Banner Qualidade Imbatível pelo Melhor Prazo FuturaIM

7 thoughts to “Tipografia: uma linha do tempo até 2018”

      1. Tem sim, com certeza! Mas você deve entender qual é o público alvo (e qual a dificuldade que eles estão passando).

        Desta forma, você faz uma chamada no panfleto com uma promessa para solucionar essa dificuldade.

        E coloca os benefícios da empresa e thcaram! haha

        Os clientes consideram os serviços da minha gráfica bem diferentes!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *