Tipografias Post FuturaIM Gráfica Online

Tipografia: conceito e famílias de fontes

O universo do design é vasto e exige conhecimento desde a arte até a tipografia. Mas você sabe o que é tipografia? Nesse artigo explicaremos a base de seu conceito e ainda mostraremos duas grandes “Famílias de Fontes”.

Tipografia é o processo de criação das formas em um texto. Em sua definição, seria o processo artístico e técnico para a produção de tipos, desde a construção dos caracteres até a impressão deles. Está presente em todos os meios de comunicação que usam da linguagem escrita, como por exemplo: livros, jornais, revistas, blogs e muito mais.

Mas em geral, seria o estudo sobre os diferentes estilos de letras, o tom do texto e o layout mais adequado para a eficiência na comunicação, envolvendo o leitor e transpassando o intuito do texto.

A tipografia é um dos pilares do Design Gráfico já que está diretamente ligada a um dos processos da criação, no caso, a diagramação. Mas para entendermos melhor a tipografia, precisamos entender melhor o que a forma: as fontes.

As fontes tipográficas são os estilos de letras, onde os seus caracteres apresentam o mesmo design, detalhe e tamanhos. Dentre elas existem diferentes modelos, alguns deles são: fontes com ou sem serifa, fontes geométricas, fontes condensadas, fontes fantasia, fontes latinas e não latinas, entre outras.

As famílias tipográficas por sua vez, são formadas pela união das variações dessas fontes, desde sua grossura, formas, pesos até a forma em itálico por exemplo.

A criação dessas famílias se dá, muitas vezes, através de um contexto histórico e tais fatores são importantes para definir seu design. Para que entendam um pouco mais sobre isso, falaremos a seguir sobre duas das mais conhecidas famílias de fontes: a Futura e a Gotham.

 

A futura, produzida por Paul Renner e lançada em 1927, é uma das pioneiras na chamada “tipografia moderna” e foi responsável por revolucionar o olhar perante as fontes sem serifa Sua característica principal é a simplicidade e colaborar com a leitura em movimento. É uma das fontes que, desde seu surgimento, foi e ainda é usada para a publicidade.

 

Ganhou visibilidade e esteve presente em grandes projetos, um deles é a chegada do homem a lua. Sem contar com inúmeros filmes e álbuns de música que contam com a participação da Futura para dar leveza e atrair a atenção para suas capas.

 

 

 

A família Gotham também faz parte dos grandes destaques dentre as sem serifa. Criada em 2000 por Tobias Frere-Jones, surge no intuito de se destacar como uma fonte americana e ser uma das “competidoras” com a Futura, já que seguem padrões de design muito parecidos. Usada em diversos projetos e se destacando nas grandes fachadas nos EUA.

 

E aí, gostou das curiosidades que trouxemos aqui? Caso queira saber mais sobre o assunto, tenha uma opinião ou dúvida, deixe nos comentários!

 

 

 

 

Banner Qualidade Imbatível pelo Melhor Prazo FuturaIM

8 thoughts to “Tipografia: conceito e famílias de fontes”

    1. Há algum tempo adquiri um livro discorrendo sobre fontes, seus criadores, a evolução, o que existiu quanto à espionagem nos fabricantes de tipos móveis…
      Rico em detalhes mas não disse tudo. Hoje estou sem ele / o dito livro.
      Entendo, procuro entender e relevar…
      Gostei de encontrar suas “pílulas de sabedoria” e serão bem-vindas para meu gáudio…

  1. Acredito que a vida por si já possui um design incrível e cheio de surpresas boas e ruins, caso contrário não seria vida. Em nossa criação o Designer maior já nos dotou de um riquíssimo detalhe: Produzidos para produzir e encantar. Vejo isso aqui na Futura. Que Deus continue abençoando cada vez mais vocês.

    Que a vida de todos nós, sem exceção alguma, possa ser escrita com letras retas onde possamos vislumbrar os encantamentos da paisagem, mas também com suas curvas, para não nos esquecermos de que as mudanças tendem a nos provar, e ser aprovado é uma questão de escolha pessoal.

    Um abraço fraterno.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *