A origem do papel

Bom dia, amigos! O que seria dos impressos gráficos sem o papel? Já imaginaram isso? Hoje iremos falar um pouco sobe a história do papel, sua evolução e algumas curiosidades.

Breve história:

Primeiramente, a fato de curiosidade, a palavra PAPEL vem do latim PAPYRUS e faz referência justamente ao papiro, uma planta que cresce as margens do rio Nilo no Egito, da qual se extraia fibras para a fabricação de cordas, barcos e folhas feitas de papiro para a escrita. Antes de surgir o papel que conhecemos hoje, as palavras eram escritas em tabuletas de pedras ou argila e posteriormente surgiram os pergaminhos, que eram feitos de couro curtido de bovinos, bem mais resistentes. Foi ai que, finalmente, os Chineses (sempre eles) inventaram o papel, 105 anos Depois de Cristo (D.C). T’sai Lun fez uma mistura umedecida de casca de amoreira, cânhamo, restos de roupas, e outros produtos que contivessem fonte de fibras vegetais.

Modo de Preparo (papel):

T’sai Lun bateu a massa (citada acima) até formar uma pasta, depois disso ele peneirou essa mistura e obteve uma fina camada que foi deixada para secar ao sol. Depois que secou, a folha de papel estava pronta! Como o mercado de papel estava se tornando bastante lucrativo, o nosso amigo chinês foi egoísta e não divulgou a fórmula para ninguém. Somente 500 anos depois (isso mesmo) a fórmula começou a se espalhar e países como: Japão, Arábia e Espanha tiveram acesso a essa maravilha e com o passar dos anos, foram sofisticando o processo de criação do papel, possibilitando uma imensa diversidade de papéis quanto a textura, cores, maleabilidade, resistência, etc.

Curiosidades:

  • A FIBRA VEGETAL que foi citada no texto é a famosa CELULOSE. Além do papel, ela pode ser usada para a fabricação de tecidos (quando extraída do algodão, cânhamo, chita ou do linho).
  • Potencialmente, qualquer planta produtora de celulose é fonte de matéria-prima para a produção de papel.
  • Para produzir uma tonelada de papel são necessários em média, 24 árvores.
  • Atualmente, a produção de papel industrial utiliza duas espécies de árvores cultivadas em larga escala: o Pinheiro (pinus) e o Eucalipto, que é a espécie mais utilizada para do papel no Brasil.

Para mais informações sobre o processo de criação do papel, assistam este ótimo vídeo postado pelo canal SUSTINERE: https://www.youtube.com/watch?v=3sHYKJSq26w

Agora que você já sabe a origem do papel e como ele é feito, seja consciente, não gaste papel sem necessidade. O meio ambiente agradece!

Obs: O papel feito a partir de madeiras de reflorestamento ajuda a amenizar as práticas de desmatamento e ajuda a preservar as florestas naturais. Outra prática que atenua as problemáticas ambientais devido ao consumo de papel é a sua reciclagem, processo que ainda não ocorre de forma plena, inclusive no Brasil.

Equipe Futura Imbatível
www.futuraim.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *